Ao futuro doutor

Hoje, como todo o santo dia, 6h30 o celular me desperta, banho frio para ativar os neurônios, me arrumo e bora caminhar. Clima ameno na cidade, um pôr do sol espetacular (pena que a câmera do meu celular é fraquinha). 45 minutos de caminhada, chego na banca tomar o tradicional cafezinho. 8 da matina estou no trabalho, um pouco de leitura de blogs, quando vejo uma mensagem: “doutorando na UFPR uhu”.

Parabéns nobre amigo, você merece muito!!! Que em sua nova fase você tenha saúde, força e sabedoria para superar os grandes desafios que estão por vir. Sinto-me muito feliz, você é uma pessoa batalhadora, agora sim sou obrigado a pagar-te o churrasco que eu estou te devendo já faz 2 anos (rs).

Vida longa e próspera

Anúncios

Tempestade cerebral

Conforme prometido um opinião sobre tempestade cerebral. Numa madrugada destas, acordo e não consigo mais dormir, minha mente passeia por inúmeros assuntos e metas: casa própria, família, banco de dados, Java, gestão, sobremesa, lençóis maranhenses, mulher, mulher, mulher, rs.

Diariamente somos bombardeados por uma quantidade gigantesca de informação, desde pesquisas da NASA até vídeos bizarros. Nossa mente fica tão cheia de informação e ao mesmo tempo vazia de conhecimento.  Perdemos preciosas horas com informações vagas e as “ditas” redes sociais (antes de mais nada não sou cadastrado em nenhuma, prefiro contatos à moda antiga, olho no olho). Não damos o tempo necessário para o nosso cérebro assimilar uma informação, é tanta correria que precisamos desenvolver um filtro cerebral para o que realmente nos interessa. Existem várias ferramentas que “filtram” as informações que achamos relevantes (aqui uma excelente).

Precisamos desenvolver esta capacidade de filtrar informações, além disso, devemos ter opinião própria e pesquisar mais sobre o que consideramos interessante, pois nem tudo o que reluz é ouro.  A sobrecarga cognitiva é prejudicial ao nosso cérebro (ver aqui uma excelente matéria). Outro fator fundamental: existe a hora certa pra tudo, você não vai querer acessar aqueles “virais engraçados” do Youtube no seu horário de trabalho não é mesmo?

Eu tenho uma técnica: escolho alguns temas, defino suas prioridades e pesquiso sobre estes temas, por exemplo (mulher, PNL, cursos, psicologia, ciência, novidades, tecnologia, viagens, outras besteiras rs). Nosso cérebro também precisa de descanso, faz bem ao nosso corpo.

O poder das pedras

Dia destes, numa chuvosa tarde, ambiente de trabalho tranquilo, recebo um email de um site de compra coletiva, no anúncio em letras garrafais estampado: terapia holística com pedras. Fiquei pensando com meus botões: hoje em dia existe uma imensidade de terapias com diversas formas, métodos e adeptos fiéis. Não estou julgando o mérito científico, nem criticando quem acredita nestas terapias, mas como diziam os grandes sábios: se você acredita que sabe voar, um dia vai voar.

Nossa incrível mente é capaz de muitas coisas, é interessante notar o quanto você acreditar faz com que as coisas aconteçam (vide o efeito placebo). Na verdade não é a questão se as pedras possuem realmente um poder místico, mas o quanto você acredita que elas possuem. A chamada fé. Como eu sempre digo:

O impossível reside apenas em nossa mente, nós tornamos as coisas possíveis ou impossíveis.

Se para você as pedras podem fazer tua vida melhor, ok, se para outras é a cromoterapia, ok. Cada um faz o que julga melhor para a sua vida.

bye bye 2010

Mais um ano que passa, quantas experiências, quantas alegrias vividas. Analisando calmamente, foi um ano muito bom para mim. Mudança de emprego, corte de algumas coisas supérfluas em minha vida, surpresas agradáveis, belíssimas demonstrações de amizade. Apenas agradeço a Deus, minha família e amigos por me ajudarem quando eu precisei. Que Deus me conceda saúde em 2011, o resto, com a graça divina, eu corro atrás e consigo.

Ser Líder

No mundo corporativo capitalista onde vivemos, cada vez mais, a palavra liderança é empregada em eloquentes discursos de diretorias, mas será que todos os que se dizem  líderes realmente são líderes? Tive o prazer de trabalhar com um grande líder, gerente das Lojas Salfer, que certa vez me disse: supervisor, coordenador, gerente ou diretor, com esforço, todos podem ser, agora liderar pessoas é para quem possui o dom. Creio que podemos desenvolver um perfil de liderança, basta começar a seguir alguns preceitos. Vou tomar como exemplos: o gerente de uma rede de lojas e o diretor de uma universidade.

Líder é aquele que sai do seu “castelo de vidro” e vai a batalha juntamente com seus liderados. Líder trata todos pelo nome, com igualdade  e respeito, desde a faxineira ao diretor, para ele não existe “cara faça isto, cara me dê aquilo”, existe “por favor, você (nome) pode me ajudar?”. Líder não tem vergonha de pedir perdão publicamente. Líder, nos momentos difíceis tem a força e a coragem necessária para “cortar sua própria carne” em favor dos seus liderados. Líder conhece a vida dos seus liderados, sabe tirar com naturalidade o que cada pessoa tem de melhor.  Líder sabe frear os mais impetuosos e estimular os mais introspectivos. Líder estimula o potencial e crescimento das pessoas mesmo que isto faça com que seus liderados tomem outros rumos. Líder não vê apenas números e metas, vê pessoas, seres humanos, com virtudes e defeitos. Líder é aquele que consegue lapidar seus liderados em prol de um bem comum. Líder é aquele que após muito tempo lembramos de coisas boas que deixou em nossa vida. Líder não está atrelado ao cargo, ao status social ou ao nível de conhecimento. Líder está atrelado a humildade, a doação e ao exemplo perante seus liderados. Líder é formado após muito tempo, forjado  com muito suor e trabalho.

Cargos massageiam o ego. Liderança massageia a alma.

Quer uma água chefinho?

Bom, nestes meus 15 anos de trabalho em vários setores da economia (construção civil, comércio, indústria têxtil, universidade, escola, tecnologia da informação), creio que adquiri uma certa experiência em lidar com pessoas de diversas classes sociais, desde PHDs até serventes de pedreiro. Nestes anos de trabalho pude observar diversos tipos de personalidade: dos extremamente quietos até os bobos da corte puxa-sacos da chefia. Este último grupo tenho desprezo, mas, atualmente são aqueles que conseguem cargos e oportunidade melhores. Porque?

Atualmente, devemos ter um bom círculo de amizades profissionais, o famoso networking, mas alguns exageram e chegam a ser ridículos. Uma coisa é você se relacionar bem com a sua chefia, outra coisa, é ser capacho. Meu Deus é cada tipo de situação. Sempre estão querendo aparecer, fazem de tarefas simples instantes para elevação dos seus egos. Olha aqui chefe terminei a planilha Y, bacana aquele show da banda X que você foi, comprou um carro Z chefe, parabéns, quer um cafezinho, quer uma água. Pior são aqueles que quando o chefe chega começar a cobrar todo mundo e ligar para um monte de gente cobrando coisas. Fala sério, cambada de “piá de prédio”.

Sou da simples opinião, de que você tem que fazer o seu trabalho de forma eficaz e cabe ao teu chefe te valorizar por este trabalho (afinal ele ganha muito bem justamente para isso) e não porque é “amigo” do seu chefe e fica bajulando ele feito prostituta querendo arrancar dinheiro de cliente. Nesta minha vida, tive dois ótimos líderes, dos quais sempre me lembro e agradeço. Ser gerente qualquer pessoa com esforço e estudo pode conseguir, agora liderar pessoas é para quem tem o dom e é humilde. O bom líder é aquele que sabe motivar seus liderados de maneira natural, fazendo vir à tona o melhor que cada um tem e contribuindo para a sua evolução.

Hoje, com gerentes também podemos presenciar este fator, ficam apenas vendo as pessoas como números, como gastos que precisam ser controlados e mostrados a sua diretoria para que os mesmos consigam mais aumento em seus polpudos vencimentos. Vários gerentes ficam em seus “castelinhos de vidro” e nem sabem o que acontece com seus comandados, quando acordarem o barco já afundou. Acho hipocrisia ficar querendo aparecer para a chefia em prol de crescimento profissional. Se algum dia eu chegar em cargos importantes certamente será pelo meu trabalho e esforço e não pela bajulação hierárquica, por isso que sou apenas um mero assistente.

Um grande líder que me ajudou muito foi o gerente da loja onde eu trabalhava. Todo o Santo dia ele reunia todos os funcionários, da faxineira aos vendedores, rezávamos o Pai Nosso, depois ele proferia palavras de motivação, de como agir como um time. A tática dava tão certo que por seis meses ficamos com o melhor índice de vendas e satisfação do cliente no Estado de Santa Catarina.

Infelizmente, hoje em dia, você é valorizado se você frequenta os mesmos ambientes sociais com o seu chefe do que pelo teu conhecimento, trabalho e esforço; óbvio que existem exceções. É até engraçado presenciar alguns fatos, duas pessoas simultaneamente querendo atrair a atenção do chefe e, normalmente, nestes momentos simulam ser pessoas de alta cultura falando de suas viagens e experiências. Fala sério, como meu orientador em Santa Catarina sempre me falou parafraseando Confúcio:

Quanto mais evoluíres, mais humilde tens que ser.

Ao mestre

É com grande satisfação que presto uma homenagem ao meu grande amigo latino por mais uma etapa cumprida em sua vida: PARABÉNS grande amigo. Que tua vida seja repleta de conquistas como esta que conseguiste com muita dedicação e empenho, pois sou testemunha viva desta tua conquista. Mestre em Inteligência Artificial pela UFPR não é para qualquer um não. Sempre lembrarei das nossas conversas, animadas e filosóficas. Vida longa e próspera e que venha o doutorado.

Superação

Final de domingão, eu vendo um pouco de televisão para passar o tempo. Vejo uma reportagem sobre o soterramento dos mineiros chilenos. Fico impressionado com a força que cada um deles está demonstrando. A união que o grupo criou nesta situação dificílima é exemplo para todos nós. Em qualquer pequena dificuldade ficamos nos martirizando, abandonamos a família, queremos estar sós, não temos a humildade suficiente para pedir ajuda e reconhecer que sozinhos somos fracos, mas com uma equipe somos imbatíveis.

Para os psicólogos este episódio vai dar bons artigos, me lembrei agora da Caverna de Platão. Já escolheram liderança, fazem atividades para suas mentes “esquecerem” momentaneamente o problema que estão vivendo. Quantos de nós fazemos o contrário? Alimentamos diariamente nossos pequenos problemas transformando-os em grandes problemas. Até seus corpos já se adaptaram ao meio terrível onde estão, por isso, sempre falo: o ser humano inconscientemente tende a sobreviver.

Fico aqui pensando: o que será que passa na mente de cada um destes mineiros? A grande maioria manda mensagens para família, dizem e escrevem coisas que nunca disseram ou escreveram para seus familiares, o que me leva a concluir: na incógnita de suas sobrevivências eles precisam fazer tudo para suas almas estejam em paz. Conforme já escrevi aqui, só nos damos conta da brevidade de nossa vida e do quão especial são as pessoas de nosso convívio quando ficamos em situações de risco.

Como a será a vida destes mineradores após resgatados? Certamente eles vão dar valor ao que realmente interessa: seus amigos e familiares que lhes dão força do lado de fora, seja através de orações, mantimentos ou mensagens. Creio que esta é a força que impulsiona os mineiros a persistir. Quantos deles sonham novamente abraçar seus familiares, beijar ardorosa e carinhosametne suas esposas, abraçar seus filhos, tomar um belo banho de mar, comer a comida da mãe, passear no parque coma  família aos domingos. Quantos não faziam isto e certamente prometeram a si mesmos mudarem seus modos de vida. Quando temos alguém para nos ceder o ombro quando precisamos não existe problema que não possamos superar, agora sozinhos até uma pena nos derruba.

Por isso muitas vezes as pessoas me alcunham de “utópico” por cometer algumas “loucuras”, mas eu faço, não conheço o amanhã? Tento dar valor ao que realmente interessa em minha vida: minha família, meus amigos, mio amore. Dou cada gota do meu sangue se preciso for para ajudá-los.

O episódio dos mineiros relata quão forte o ser humano pode ser frente aos incógnitos obstáculos que a vida reserva. Quando você tem um porque viver, nada pode te derrubar.