Comunicação versus Conhecimento

A idéia de que a comunicação é o aspecto mais importante do mercado de trabalho  pode ser uma afirmação ambígua.

É essencial para todo o profissional  saber como utilizar esta poderosa ferramenta, para que este possa competir com igualdade no mercado globalizado. Porém somente esta qualidade não é o aspecto “sine qua non”.

A comunicação possui dois aspectos fundamentais e distintos: sendo comunicativo, você pode se expressar bem e expor claramente suas ideias, como também pode se expressar mal e passar ideias obscuras. Vários exemplos de pessoas altamente comunicativas que não conseguem atingir seus objetivos por não saberem expor ideias que façam à diferença no mercado de trabalho, ou seja, possuem uma linguagem comunicativa com pouca cultura de negócios.

Apesar de toda a evolução do pensamento cartesiano do mundo (Descartes, “cogito ergo sum”, “penso logo existo”, lógica domina razão), da tecnologia (Revolução Industrial), igualdade de direitos entre homens e mulheres (em algumas sociedades a mulher ainda é menosprezada) e por último a chamada globalização da economia, a sociedade ainda não consegue plenamente uma comunicação eficaz e concisa em alguns aspectos.

É evidente que atualmente a comunicação social teve gigantescos avanços, principalmente devido ao advento de novos métodos e meios de comunicação, nascendo assim à chamada “comunicação virtual”.

A comunicação virtual trouxe grandes benefícios como à miscelânea de várias culturas e sociedades, a quebra do paradigma da distância, a “aproximação” dos povos e pessoas. Com esta comunicação virtual pode-se perder o “feeling” da comunicação “corpo a corpo”. Inúmeras vezes preferimos enviar um e-mail, seja pela rapidez ou pela comodidade que temos em expressar nossas ideias, pois o computador não nos critica. Preferimos este método mais moderno, do que falar pessoalmente com as pessoas sobre nossas ideias.

Outro aspecto fundamental da comunicação é que temos somente a facilidade de comunicação com pessoas que conhecemos que compartilham as mesmas ideias, que frequentam as mesmas tribos sociais. Num ambiente hostil ao nosso cotidiano, poucas pessoas têm a facilidade da comunicação. É importante ressaltar que experiências diferentes nos dão uma visão do todo.

Um exemplo clássico do receio da comunicação com pessoas diferentes, pode-se presenciar nos ônibus. Várias são as situações em que existe um lugar vago ao lado de uma pessoa e as pessoas que entram no ônibus preferem ficar em pé ao sentar ao lado desta pessoa, conversar então é quase impossível.

Você pode perguntar: Qual a importância destes fatores com o trabalho? Comunicar-se bem é muito importante, mas sozinha a comunicação não é o aspecto fundamental para o mercado de trabalho.

Existem muitas pessoas que possuem pouquíssima comunicação, quase nenhum convívio social. Estas pessoas são disputadas como se fossem grandes artistas de Hollywood ou grandes jogadores de futebol por grandes empresas. Estas empresas procuram estes profissionais não por sua capacidade de comunicação, mas por outro aspecto tão importante quanto à comunicação: o conhecimento das tecnologias utilizadas por estas empresas.

Não é correto afirmar que uma pessoa que no princípio possui somente conhecimento, sem comunicação alcance altos postos nas empresas? A realidade prova que não como comprovam vários exemplos. Grandes profissionais devem conseguir um “breakeven” entre estes dois paradoxos da sociedade humana: comunicação e conhecimento.

O profissional deve ter como premissa fundamental que o grande diferencial não é apenas ser inteligente, mas saber como usar a inteligência para alcançar seus objetivos. Enfim, estas duas vertentes do pensamento, são os aspectos fundamentais de um bom profissional.

Anúncios