Bondinho da leitura

Então, é o seguinte: sabadão acordei cedinho, dois ovos fritos, um café forte com leite, um banho, um perfuminho, R$2,50 para o bonde, algumas contas para pagar… Tempo perfeito na capital curitibana, chego cedo à famosa rua XV. Breve passeio admirando vitrines e mulheres, mais mulheres do que vitrines rs. Tendas de atendimento as crianças para tomar a dose da gotinha, passeata anti-drogas de um colégio, manifestação Zeitgeist, enfim, coisas de cidade grande. Chego ao Caixa Eletrônico pagar minha conta de cartão de crédito, eis que descobri que ela já tinha sido paga via débito em minha conta corrente, que beleza de modernidade.

Estava eu com minha pasta, continuo andando até a Boca Maldita, um Sundae para refrescar, uma cueca preta  da Playboy e um desodorante, quando vejo o famoso bondinho da rua XV. A prefeitura tornou o bondinho em uma mini biblioteca pública, resolvi adentrar e cadastrar-me para o empréstimo de livros. Ambiente bacana e cultural, belo incentivo da Fundação Municipal de Cultura. Fiz meu cadastro, apenas me pediram um documento com foto e comprovante de residência. Avaliei o acervo por um tempo, muitos livros da literatura brasileira, eu resolvi como primeiro livro, José Saramago – A Jangada de Pedra (pelo que eu li até agora, um Efeito Borboleta Latino para criticar a união europeia, algumas reflexões sobre a vida).

En passant, durante a época do ensino fundamental, da sexta à oitava série eu era rato de biblioteca, li e reli todos os livros da série Vagalume, em especial os livros da Lúcia Machado de Almeida e Marcos Rey, passava as tardes lendo e escrevendo resenhas destes livros. Minha meta é ler quatro livros por mês, um por semana.

Os livros são uma ótima companhia, nos levam ao passado, ao futuro, à outras dimensões, nos fazem conhecer histórias e culturas no conforto de nosso lar, nos fazem refletir, rir, chorar… Experimente você também, vai adorar.

Diferenças

Sabadão, eu para variar tenho que trabalhar, tudo bem já me acostumei desta maneira, afinal, o trabalho enobrece a alma. Reunião com toda a equipe, metas, planos de ação, cargos e salários, carreira. Ótimas perspectivas para quem não tiver medo e estar disposto à aprender. Por volta de 12h50m termina a reunião, nosso gerente (se expressa com calma e firmeza) passou um vídeo de motivação e resolvemos almoçar (por conta do gerente é óbvio). Fomos à Batel Grill, caramba, normalmente frequento lugares “menos chiques”, quanta diversidade, quanta gente, quanta mulher bonita (my God). Churrascaria excelente, pessoal sou adepto a boa e saudável alimentação mais uma churrascaria algumas vezes esporádicas não mata ninguém. Almoçando com o pesoal surgiu-me um mero pensar: engraçado, almoçei na Batel Grill e vou jantar no restaurante da empresa, como as coisas mudam em um curto período de tempo. Nossa vida é igual, quando menos esperamos a situação muda. O que devemos fazer é saber aproveitar os momentos bons e tirar alguma lição dos momentos ruins. Deixa eu trabalhar um pouco agora pois ainda falta muito para 22h15m. Deixo como lição para o fim de semana de todos, aproveite bem os bons momentos que a vida lhe oferece. P.S. certamente vou levar uma amiga para comer (no bom sentido) na Batel Grill, outra coisa, hoje eu queria ser dono de motel (Vis-a-Vis, Acqua, Celebrity) vai ter fila quilométrica devido ao nosso “Valentine’s Day”. E eu aqui sozinho sonhando com uma certa pessoa.

Flashes: o malabarista na esquina, as folhas secas na calçada, o cachorro passando a rua pela faixa de pedrestre, aquela deusa morena, o jovem vomitando para fora do carro em movimento (putz esta cena foi surreal), os jogadores no Parque Barigui e não estou ganhando nada pelos links aqui postados.

One day in Curitiba

Sábado, 04 de abril… acordo cedo, 6:30 da matina… físico pedindo para trabalhar, peço os produtos de limpeza para a minha tia… Ao som de Dire Straits – Walk Of Life começo a limpar o piso inferior da casa… primeiro o banheiro, depois sala e finalmente a cozinha… sozinho em casa… um pouco de musculação para fortalecer os braços… Sol aparecendo sutilmente sob as nuvens… faço o almoço… almoço sozinho… Como eu queria uma boa companhia para almoçar comigo, mas tudo tem o tempo certo.
Após o almoço, separo uma roupa social para ir à um compromisso no centro da cidade… banho gelado… tiro a barba… visto-me rapidamente para não perder o ônibus. várias pessoas diferentes no ônibus: desde a avó com seu netinho até o pequeno garoto pedindo esmola para ajudar a mãe… deveria estar estudando, mas isto é assunto para outra história. Dia movimentado… Sirenes de ambulância, trânsito intenso… concessionárias repletas de pessoas… e depois reclamam da crise… após uma hora de viagem desço na Praça Tiradentes…
12:00, belíssimo dia, céu azul… passo no banco tirar uma graninha… sigo pela famosa Rua XV de Novembro em direção à Boca Maldita. Vários momentos interessantes… o jovem casal trocando carícias sentados perto de uma fonte de água… as estátuas vivas ganhando a vida submetendo-se ao sol escaldante… os palhaços tirando risos das pessoas… um belo mix de culturas… negros, brancos, orientais, muita mulher bonita… oh cidade abençoada… exposição de quadros pertinho da Boca Maldita, vários estilos… as moças de vermelho e seu teatro… o escultor de fios de metal… o escultor de bexigas com seu cachorrinho alegrando a jovem menina… os jogadores de tênis de mesa, as crianças jogando ludo, a partida de xadrez… feira de Páscoa na Boca Maldita…difícil escolher um mimo em meio à tantas opções…
12:20, compro um sorvete para refrescar, volto pela XV… cruzo a Marechal… sigo pela XV… artistas de rua… o hábil tocador de flauta, a dupla caipira, o tocador de acordeon, a vendedora de bilhetes de loteria, o deficiente com braço de plástico tocando violão e cantando… a concorrência de restaurantes populares através dos seus interlocutores marketeiros, cada um com seu jeito peculiar…
12:40, recebo confirmação do meu encontro… volto em direção ao Largo da Ordem… bares começando à movimentar… 13:00, passo inesquecíveis momentos com minha companhia, após cada um segue o seu destino… volto pelo Largo da Ordem… alguns turistas alemães tirando fotos… temperatura alta… chego tomar um chopp para refrescar… ambiente lotado… jovens, famílias, casais… compro um presentinho com um daqueles vendedores de brinco… ligo à um amigo… vou até o seu apartamento… conversamos divertidamente…
17:00, pego novamente o ônibus… cheio de estudantes… vou conversando com uma agradável companhia até o meu destino final… pra finalizar o dia, converso com minha tia, tio e prima… depois jantar leve e vou dormir cedo… e agora, 07:30 da manhã, cá estou terminando este post