Novidade

Sexta-feira, final do dia, sol iluminando a capital paranaense, desfile de muita mulher gostosa em trajes de acadêmia e shortinhos, provocações em alto estilo.  Um gole de água, cansado um pouco, fico em frente à empresa conversando com meus amigos e resolvo pegar o bonde pra casa descansar.

No tubo foi uma dificuldade para entrar, coisa de cidade grande, aperta daqui, se ajeita ali. Passou um passou dois, passou três, somente no quarto que consegui adentrar o ônibus. Trabalhadores voltando pra casa, estudantes vindo do colégio, e eis que avisto uma novidade muito interessante.

Recostei -me quase no meio do ônibus, quando meus olhos puderam vê-la, chamando a atenção de quase todos no ônibus, desde as crianças até os idosos. Ela lá parada sabendo do seu poder perante a multidão, bela, estática. Calma, não era nenhuma modelo da Victoria’s Secret, era uma televisão.

Sim, um projeto piloto da prefeitura curitibana instalou três TVs no biarticulado. Achei a ideia deveras interessante desde que o conteúdo não seja programas policiais (rs). A meia hora passou voando enquanto eu assistia à um programa sobre conservação ambiental.

Na minha opinião é uma ótima ideia, já que muitas pessoas passam 1, 2 horas por dia dentro de ônibus, nada melhor que um entretenimento para alegrar a viagem.

Anúncios

Caderno de ideias

Como já comentei num post anterior, certa madrugada acordei com o cérebro fervendo de ideias, foi uma tempestade neural. É bom quando você acorda com a mente cheia de ideias. Lembro-me que na época da faculdade quando tinha ideias anotava-as num pequeno caderno que eu tinha. Besteira? Pense bem: as maiores invenções, as melhores negociações surgiram de ideias “bobas” que seus autores não deixaram cair no esquecimento.

Apenas uma simples dica: sempre tenha ao lado de sua cama o seu “caderno de ideias” e anote-as mesmo sendo as mais “esquisitas” quem sabe elas tornem-se reais.

Quem tem razão

Neste mundo individualista e egocêntrico todos possuem opiniões diferentes acerca de um mesmo tema. Cada um julga a sua opinião sendo a correta. E todos estão corretos, pois cada ser humano possui sua ótica própria sobre o mundo, a dita idiossincracia. A sociedade possui valores fundamentais que todo o ser humano deve seguir (não matar, não roubar), caso contrário ele será sumariamente excluído desta sociedade. Mas, alguns destes “dogmas” podem ser questionados por cada um de nós. Tomemos por exemplo a religião. Existem pessoas capazes de matar em nome de seus preceitos religiosos que julgam ser “a verdade universal” e tudo o que estiver fora da abrangência de sua “cartilha religiosa” é considerado “heresia” (que diga as famosas guerras santas).
Particularmente, penso que se você tem sua opinião formada acerca de um tema, por exemplo, siar ou não com garotas de programa, você está correto, afinal a vida é sua, as consequências sobre suas opiniões também são suas.
O que devemos é respeitar a opinião dos outros, seja a favor ou contra nosso ponto de vista.
Enfim, cada um julga fazer o correto dentro do contexto onde vive e da educação que teve. Muitos podem concordar, muitos podem discordar, mas é a tua opinião e se você sente-se tranquilo em relação a ela, dane-se o resto.
Afinal, não existe uma afirmação universal, sempre existem discordâncias e debates e são estes fatores que fazem os seres humanos evoluírem.
O importante é ter uma opinião não importando se você está certo ou errado perante “a puritana sociedade”.

Self love

Nós sempre almejamos alcançar nossos objetivos pessoais e profissionais: conseguir um emprego melhor, ser respeitado pela sociedade, conseguir uma companheira, viver a vida que todos nós desejamos.
A grande questão é: o que nós estamos fazendo para alcançar esta vida tão sonhada? Talvez seja pela sociedade, talvez pelo comodismo de nossos pais, talvez pela falta de arriscar, gastamos muito tempo de nossa vida com ideias que não saem do papel e às vezes nos esquecemos de viver o presente pensando no futuro.
Um grande homem como falo é aquele que tem a capacidade de transformar palavras e ideias em ações, muitos homens de sucesso não tiveram muitas ideias, mas a ideia que tiveram tornaram realidade, arriscando sem saber o que podia acontecer.
Grande causa das ideias desperdiçadas por nós talvez seja pela falta de amor próprio que temos. Inúmeras vezes, isso acontece comigo, menos do que acontecia, mas ainda acontece, de pensarmos que nossas ideias não podem ser concretizadas. Seja pela opinião das outras pessoas, e principalmente, pelo nosso pensamento de estarmos vencidos.
Muitas de nossas ideias não amadurecem e se tornam reais, pelo simples fato de que antes de começar já nos achamos perdedores.
Como queremos muitas vezes crescer na vida pessoal e profissional, se não cremos em nossa capacidade de vencer. Aquele que teme perder, já perdeu.
Como li certa vez, fraco é aquele que imagina ser fraco. Vamos pensar grande e principalmente agir com grandeza. Às vezes, isso acontece comigo, temos ideias boas, mas não temos uma pessoa ao nosso lado para dar forças para continuarmos e fazemos um aborto destas ideias, que talvez outras pessoas com maior apoio ou maior coragem implementem elas e sejam pessoas de sucesso.
Estou aprendendo grandes lições, lições de como não se martirizar pelo que você não consegue, como li em outro texto perguntando-me o que eu havia feito para alcançar meus objetivos pessoais e profissionais. Analisei bem e percebi que muitas de minhas metas não foram alcançadas não pela falta de capacidade, mas pelo simples fato de não acreditar que podia. Vamos prometer a nós mesmos acordar todo dia como vencedores e temos capacidade para isso.
O primeiro grande passo que todas as pessoas bem sucedidas deram foi ter confiança em si mesmo, valorizando suas qualidades, mesmo com pensamentos negativos por todo o lado.
Sei que é difícil mudar um modelo mental, é um processo gradativo, mas inúmeras pessoas conseguem, portanto também temos a capacidade de moldar um modelo mental vencedor.
Sei que qualquer mudança que ocorre em nossa vida, não é um processo fácil, mas têm suas recompensas, mudar no principio é sempre complicado.
Moldar um modelo mental é como andar de bicicleta pela primeira vez. Levamos algumas quedas, podemos nos machucar no começo, mas depois que aprendemos nunca mais esquecemos.
Cito isto, porque para andar de bicicleta precisamos de alguém que nos auxilie a vencer nossos medos, principalmente o medo de fazer algo novo. Em nossa vida também é assim, precisamos daquele ombro de Hércules, como falo, para suportar nossas angustias, nossos desafios e nossas vitórias. Este ombro é difícil de ser encontrado, mas existe. Devemos cuidar muito bem deste ombro que nos auxilia em nossa vida. Tenho algumas regras para sermos pessoas vencedoras , vamos praticar.

Pense e aja grande.
Sonhe alto.
Tenha visão de futuro.
Seja empreendedor.
Faça acontecer.
Sorria para as pessoas.
Fale de coisas positivas, mesmo que seja taxado de sonhador.
Tome iniciativa, por mais difícil que seja. E como é.
Reparta o saber.
Promova a qualidade de vida.
Busque sempre a perfeição em tudo que faz.
Acredite em você.
Diga todo dia cedo que você é vencedor.
Aliás, grite para o mundo saber que você é vencedor.
Respeite as pessoas.
Seja humilde, ajude as pessoas.
Aprenda a valorizar as pessoas que gostam verdadeiramente de você, estas são dádivas preciosas.
Olhe para você no espelho e diga que em sua frente está um grande vencedor.
Leia bons livros.
Leia colunas de cultura e lazer na Internet e/ou jornais.
Faça algum tipo de exercício.
Reflita sobre o dia que passou, o que posso melhorar para amanhã.

Sabe palavras como estas são fáceis de escrever (olha que não é tão fácil assim), vamos como falo transformar nossas palavras em ações e com certeza temos toda capacidade e principalmente auxilio para isso.