Challenges

Tempo frio, chuvinha lá fora, eu sozinho na frente do computador, hoje me ferrei, vim trabalhar apenas de camisa e além do mais o ponto de ônibus é longe, ou seja, vou me molhar. OK, no problem, um dia a coisa melhora.

Algum tempo atrás já tinha postado um texto referente a desafios. Zapeando pela Internet, eis que vejo um texto justamente falando sobre desafios em nossa vida profissional. Achei muito inteligente a maneira com a qual o autor relata o assunto e como motivar pessoas para um objetivo comum.

Sempre fui fanático por desafios, confesso que hoje em dia estou um pouco “sedentário” digamos assim, saudades da universidade e da pós-graduação, mas um tempo para a mente também é fundamental. O “raio X” de como motivar uma pessoa para um desafio, para permanecer na empresa, muitas vezes ganhando menos do que a concorrente está disposta a pagar, é dar um propósito a esta pessoa. Faça com que o trabalho desta pessoa tenha um valor verdadeiro para ela, que acrescente algo de valor em nosso mundo. Como sempre ressalto para “mi passione“, não viemos para este mundo por mero acaso, temos que marcar nosso nome na eternidade do tempo, mesmo que seja no coração de poucas pessoas, mas devemos lutar para conseguir isto.

Eu quero deixar a minha marca no Universo, quero ser desafiado, quero mostrar porque estou aqui, porque mereço confiança e respeito. Quando temos paixão por desafios, nossa vida profissional ascende para patamares superiores com naturalidade. Alguns desafios vencemos rapidamente, outros demandam tempo e calma, eu estou com o maior desafio de minha vida, já estou há 2 anos e meio lutando por ele, desistir? Jamais. Vou vencê-lo? Não sei, mas esforço, honra e luta não faltarão. Me deixa feliz? Completamente.

Quando encontramos desafios que nos fazem felizes no dia a dia, sejam eles pessoais, profissionais, emocionais, etc, encontramos a razão para a vida, para vislumbrar um futuro melhor. É simples, faça desafios para você mesmo, alguns fáceis e de curto prazo, outros médios e faça também aquele impossível de longo prazo, porque? Ora, jamais sabemos até onde nosso potencial pode nos levar, o que é impossível hoje amanhã pode ser possível. Eu tenho uma meta pessoal que desejo cumprí-la em cinco anos, então daqui cinco anos eu conto qual era… Aguardem…

Não se diminua

Perante as dificuldades e vicissitudes da vida não se diminua, não baixe a cabeça já mais. Levante e erga-se, continue firme. De mais um passo adiante, pois você pode. Diga sempre para você mesmo que você pode porque você é maior que qualquer dificuldade que a vida te oferece. Aproveite os presentes que o sofrimento pode nos oferecer: testar nossos limites, medir nossas forças, e nos colocar diante de mais um propósito. O pior não é cair, é não saber quando levantar ou pior não ter vontade.
Você é maior que qualquer obstáculo. As muralhas existem para provar quão forte é o nosso desejo em conseguir algo. Para testar se realmente é isso mesmo o que queremos. Então pra que se diminuir? Levante e corra, quem acorda cedo consegui o que quer. Enquanto você dorme já tem gente batalhando. Corra, pois nada cai do céu.
O século XXI parece ser o século da síndrome do eu não consigo, eu sou um fracassado não valho nada, sou um zero. Jovens e adolescentes e tantos outros com problemas de depressão baixa auto-estima crise de identidade. O espelho já não reflete as crianças alegres. Tornou-se o maior inimigo dos adolescentes. Pra que tudo isso? Por conta de um padrão regido pela sociedade?
Não se diminua, não faça isso. Procure seu espaço no mundo e conquiste seu lugar ao sol. Sabe qual é o maior valor que um ser humano deve ter e precisa almejar deixando isso bem claro para que quem esteja a quilômetros de distância possa perceber? Ser você mesmo. Isso mesmo. Não precisa ter uma conta bancaria recheada ser conhecido por todos é só se gostar, gostar de você do jeitinho que você é sem tirar nem pôr.
De tanto serem apontados nossos defeitos virão virtudes a nossos olhos. Porque se existe algo que até seu melhor amigo guarda para só dizer quando estas no fundo do posso para te animar são as tuas qualidades. Os defeitos são jogados fáceis na nossa cara, mas qualidade que é bom nada.
Por isso eu digo: não se diminua. Quando se olhar no espelho pela manhã já na hora de escovar os dentes olhe com prazer e sorria muito. Você é uma obra prima do todo poderoso, sua imagem e semelhança por isso ninguém pode dizer que você é feio ou esta fora dos padrões. Padrões cada um com o seu, tenha também o seu.
Aprendi tanto a gostar de meus defeitos que já nem conheço mais minhas virtudes, esquece de minhas qualidades, piso em minhas vaidades, procuro valores. Sou feliz com o que tenho e com meu jeito de ser. Se eu pudesse nascer de novo gostaria de sempre ser eu mesma. Faria tudo de novo. Aprenderia com a mesma dor para poder sorrir com o mesmo prazer a, pois cada obstáculo ultrapassado. A vida é um milagre e não existe receita melhor do que saber viver com o que se tem.
Um dos melhores caminhos é não cobiçar o que não podemos ter ou não podemos alcançar no momento. Vamos viver cada dia com intensidade como se houvesse amanhã para planejar um futuro melhor para nós e para o mundo. Viva. Não se diminua já mais. Você é um ser maravilhoso. Tudo de negativo que te for dito, apague. Se não é pra somar então nem precisa dividir. Se for para subtrair pra que tentar a raiz quadrada? Tente fazer um noves fora, se não conseguir jogue fora. É porque não prestava e se não prestava é porque não era pra você. A vida é maravilhosa pra que se preocupar com coisas que não somam?
Sorria sempre com você mesmo não espere que alguém coloque um sorriso em seu rosto. Vai mostrando os dentes desde cedo, a vida é para ser vivida. Não relembre as angustias. Colecione as surpresas e embrulhe as alegrias o tempo de ser feliz é esse. É o hoje. É o agora.
Não espere o tão sonhado príncipe encantado, aquela promoção do século ou aquele carro zerinho nem a casa de seus sonhos para ser feliz. Seja feliz com o que tens no momento, pois a vida começa no agora não no amanhã. Ame e serás amado. Perdoa e serás perdoado. Se diminua e serás diminuído. Se tiveres virtudes serás notado, se tiveres valores serás aclamado se fores humilde serás exaltado e com caráter já mais serás esquecido.
Não se diminua, mostre quão grande és tu.

Fonte: http://www.otimismoemrede.com/nao_se_diminua.html

À musa

Para você minha eterna musa inspiradora.
Você acredita em destino?
Eu não acreditava muito no destino, mas depois que te conheci passei a acreditar que todos nós temos um destino nesta vida. O destino nos prega peças que nem o mais sábio dos homens pode explicar. Uma destas peças ele fez comigo, te conhecer e poder conviver poucas horas que passam na velocidade da luz ao teu lado. Você pode achar isto tudo besteira de quem não tem o que fazer, mas uma coisa que estou aprendendo é de que devemos fazer o impossível para fazermos felizes as pessoas especiais para nós.

Nem mesmo se eu conseguisse lhe dar todas as estrelas do universo poderia expressar o quão maravilhosa e especial você é para mim. Uma pessoa que não expressa seus sentimentos é uma pessoa vazia, portanto devemos expressar nossos sentimentos de uma maneira ou de outra para as pessoas especiais para nós.
Sempre peço a Deus que me de coragem para expressar meus sentimentos. Mesmo que estes sentimentos não sejam correspondidos devemos demonstrá-los as pessoas especiais, para quando chegarmos à velhice possamos dizer realmente que a vida valeu a pena.

Sei que é difícil hoje em dia sermos todos os dias otimistas com o futuro, pois são inúmeros problemas que nos afetam diariamente. Mas saiba que você possui uma pessoa que você pode contar em todos os teus momentos felizes e tristes.

Como eu já disse, você com seu otimismo fez com que eu mudasse meu modo de pensar. Antes eu era uma pessoa que não acreditava na minha capacidade de vencer, agora estou cada vez mais confiante que Deus não nos colocou neste barco chamado vida apenas para sermos passageiros, mas sim para sermos o comandante desta viagem e decidirmos qual rota prosseguir. Quando esta viagem terminar (ou começar) possamos dizer o quanto valeu a pena ter navegado com pessoas tão especiais que com certeza farão outras viagens conosco.

Os anos passam muito rápidos e se nós não demonstramos nossos sentimentos pelas pessoas especiais para nós jamais nos perdoaremos de ficarmos calados e seremos pessoas infelizes.Mesmo que este destino me prive de seu convívio, jamais vou te esquecer e saiba que quando você estiver sozinha e triste por qualquer motivo lembre-se que sempre estarei em teus pensamentos para lhe dizer que você é uma pessoa vencedora. Como eu já disse, não sei explicar como você encontra uma pessoa na vida e você sabe por mais absurdo que possa parecer que esta pessoa tem um brilho interior.

Conhecemos diversas pessoas em nossas vidas, mas têm aquelas que basta apenas um olhar para descobrirmos que não são apenas pessoas que vimos algum dia desses em nossa vida, mas que convivendo com estas pessoas possamos dizer “como Deus foi bom comigo por me permitir conhecer esta pessoa”.

Recomece sempre

Observe a natureza. Tudo nela é recomeço.
No lugar da poda surgem os brotos novos.
Com a água, a planta viceja novamente (renasce).
Nada pára.
A própria terra se veste diferentemente todas as manhãs.
Isso acontece também conosco.
A ferida cicatriza.
A dores desaparecem.
A doença é vencida pela saúde.
A calma vem após o nervosismo.
O descanso restitui as forças.
Recomece.
Anime-se.
Se preciso, faça tudo novamente.
Assim, é a VIDA!

(Autor desconhecido)

Como vivem as flores

Era uma tarde quente de verão, e o vendaval agitava a folhagem com violência, anunciando a tempestade que se aproximava rapidamente. Pelas janelas abertas, um suave perfume enchia a casa. Lá fora, um espetáculo digno de nota acontecia. Açoitados pelo vento, os pés de manjericão, alfavaca e lavanda dobravam-se e liberavam um delicioso perfume.

Era impressionante notar a maneira como as flores e folhagens respondiam aos golpes violentos do vento. Os primeiros pingos de chuva enfeitavam as rosas abertas como se fossem diamantes líquidos. Mas o temporal anunciado logo chegou e as gotas da chuva, agora misturadas com o vento forte, pareciam um bombardeio cruel macerando as suaves pétalas, que respondiam à agressão liberando um perfume inconfundível.

Era incrível aquela lição viva de generosidade e resignação! Ante a violência do temporal, instintivamente as plantas se dobravam para não quebrar. As plantas não pensam, não são seres racionais, mas cumprem silenciosas e submissas, as tarefas que o Criador lhes confia, apesar das tempestades da vida.

Assim também agem algumas pessoas. São como as flores que, mesmo maceradas pela enfermidade cruel, pela agrestia da vida, respondem com o perfume do otimismo e da alegria. Seres racionais que são, sabem que todas as lições que lhes chegam são oportunidades de crescimento e auto-superação. Isso acontece com uma jovem senhora, agredida por um câncer cruel que tenta lhe roubar o corpo, minando-o aos poucos e insistentemente. Quando soube que teria que fazer quimioterapia novamente, não se desesperou.

“Eu venci essa doença uma vez e vou vencê-la de novo”. Falava com fé e disposição na alma. A família, preocupada com seu estado de saúde, insiste para que ela fique em casa, repousando, mas ela prefere trabalhar. Trabalha como vendedora e sempre supera as metas estabelecidas pela gerência. Quando faz o tratamento quimioterápico, ela passa muito mal. Mas a dor não a impede de estar o dia todo com um sorriso nos lábios, distribuindo otimismo entre seus colegas. Sempre gentil, ela dribla a doença, trabalha, confia, sofre, espera.

Uma pessoa assim é como uma flor que, mesmo açoitada pelos ventos fortes e pela violência da chuva, exala perfume e não deixa de florescer a cada primavera. Até parece que Deus permite que pessoas assim nasçam na terra para exemplificar a resignação, a confiança, o otimismo. Pessoas que não se deixam desanimar, mesmo diante dos quadros mais graves e desesperadores. O corpo sofre as agressões da doença, não há dúvida. Mas o espírito está intacto, lúcido, ofertando o perfume da gratidão a Deus pela bênção da vida. E vive intensamente.

Enquanto muitas pessoas saudáveis reclamam por coisas mínimas, faltam ao trabalho sem motivos justos, aquela mulher-flor abre suas pétalas de esperança dignificando a oportunidade de crescer que o Criador lhe concede. Sem dúvida um exemplo incomum. Em vez de se deixar derrotar pela enfermidade, ela luta com vigor e coragem, e, acima de tudo, com confiança plena em Deus.

Quando, em algum momento, sua coragem ameaça vacilar, pensa nas pessoas que sofrem mais que ela e firma o passo outra vez, seguindo em frente. Imitando as flores que, mesmo tendo suas pétalas rasgadas pelo granizo, não deixam de exalar perfume, também essa moça valente não permite que a doença lhe roube a paz de espírito e a imensa vontade de viver.

Pense nisso, e busque viver com otimismo, por mais que a situação esteja difícil.

Avance sempre

Na vida as coisas, às vezes, andam muito devagar. Mas é importante não parar. Mesmo um pequeno avanço na direção certa já é um progresso, e qualquer um pode fazer um pequeno progresso. Se você não conseguir fazer uma coisa grandiosa hoje, faça alguma coisa pequena. Pequenos riachos acabam convertendo-se em grandes rios. Continue andando e fazendo. O que parecia fora de alcance esta manhã vai parecer um pouco mais próximo amanhã ao anoitecer se você continuar movendo-se para frente. A cada momento intenso e apaixonado que você dedica a seu objetivo, um pouquinho mais você se aproxima dele. Se você pára completamente é muito mais difícil começar tudo de novo. Então continue andando e fazendo. Não desperdice a base que você já construiu. Existe alguma coisa que você pode fazer agora mesmo, hoje, neste exato instante. Pode não ser muito mas vai mantê-lo no jogo. Vá rápido quando puder. Vá devagar quando for obrigado. Mas, seja, lá o que for, continue. O importante é não parar!!! Autor desconhecido

Diferenças

Sabadão, eu para variar tenho que trabalhar, tudo bem já me acostumei desta maneira, afinal, o trabalho enobrece a alma. Reunião com toda a equipe, metas, planos de ação, cargos e salários, carreira. Ótimas perspectivas para quem não tiver medo e estar disposto à aprender. Por volta de 12h50m termina a reunião, nosso gerente (se expressa com calma e firmeza) passou um vídeo de motivação e resolvemos almoçar (por conta do gerente é óbvio). Fomos à Batel Grill, caramba, normalmente frequento lugares “menos chiques”, quanta diversidade, quanta gente, quanta mulher bonita (my God). Churrascaria excelente, pessoal sou adepto a boa e saudável alimentação mais uma churrascaria algumas vezes esporádicas não mata ninguém. Almoçando com o pesoal surgiu-me um mero pensar: engraçado, almoçei na Batel Grill e vou jantar no restaurante da empresa, como as coisas mudam em um curto período de tempo. Nossa vida é igual, quando menos esperamos a situação muda. O que devemos fazer é saber aproveitar os momentos bons e tirar alguma lição dos momentos ruins. Deixa eu trabalhar um pouco agora pois ainda falta muito para 22h15m. Deixo como lição para o fim de semana de todos, aproveite bem os bons momentos que a vida lhe oferece. P.S. certamente vou levar uma amiga para comer (no bom sentido) na Batel Grill, outra coisa, hoje eu queria ser dono de motel (Vis-a-Vis, Acqua, Celebrity) vai ter fila quilométrica devido ao nosso “Valentine’s Day”. E eu aqui sozinho sonhando com uma certa pessoa.

Flashes: o malabarista na esquina, as folhas secas na calçada, o cachorro passando a rua pela faixa de pedrestre, aquela deusa morena, o jovem vomitando para fora do carro em movimento (putz esta cena foi surreal), os jogadores no Parque Barigui e não estou ganhando nada pelos links aqui postados.

Árvores

Conta-se que certa vez, num bosque muito imenso, existiam muitas árvores diferentes. Algumas muito velhas, outras jovens, outras cheia de galhos, outras somente tronco e copa, outras cheias de espinhos. Um pequeno grupo de crianças estava brincando naquele bosque.
Curioso que todos estavam ao redor de uma frondosa e belíssima árvore. Aquelas pequenas crianças, com as mãozinhas cheias de pedras, começaram a atirar as pedras na árvore. Passou-se um tempo, um adulto curioso ao ver a cena, foi ver o porquê das crianças estarem atirando pedras naquela árvore específica.
Chegou ao lado de um pequeno menino, este estava ofegante por já ter atirado muitas pedras contra a árvore. Disse ao menino, com voz áspera: pare de atirar pedras na árvore, estás machucando seus galhos e tronco. Mas o pequeno menino não deu ouvidos, pegou mais uma pedra, reuniu forças em seus frágeis braços e lançou a pedra.
Um arremesso perfeito, a pedra acertou um belo fruto que escondia-se lá no alto da árvore, atrás dos galhos. Quando o saboroso fruto caiu houve uma correria e excitação das crianças ao verem seus esforços recompensados.
O pequeno menino, com o rosto lambuzado pelo fruto que estava saboreando, olhou fixamente para o adulto e disse: Viu moço, não queria machucar a árvore, queria acertar os seus deliciosos frutos.
O adulto, parou por um instante e refletiu, tirando duas conclusões:
Podemos considerar as pedras atiradas em nós apenas com o intuito de causar dor e ferir. Sim, e existem “crianças maldosas” que somente desejam isto. Mesmo para estas, não devemos negar nosso fruto, para que elas repensem sobre suas atitudes para conosco.
Mas devemos considerar as pedras como desafios e tarefas que nos impõem diariamente. Têm dias onde “muitas pedras” são atiradas em nós, algumas nos ferindo. Pensamos, porque somente em nós quando existem outras pessoas ao nosso redor?
Olhemos o exemplo do bosque: pouquíssimas são as árvores que dão frutos. Devemos consideras as pedras como algo bom, pois derrubam nossos frutos para quem amamos saborear não deixando apodrecer nos galhos.
Quantas vezes, “os adultos” dizem para desistirmos de “atirar pedras” na árvore. Mas devemos ser o menino da história. Encare cada “pedra atirada” como algo bom, esqueça as que somente te atiram para te ferir.

O alpinista

Era uma linda manhã de primavera.

Como toda a manhã o pequeno monge subia as longas escadarias do templo para ouvir as lições do seu sábio mestre. Seu mestre, um homem com um olhar sério, mas ao mesmo tempo calmo, esperava seu jovem aprendiz para lhe delegar as tarefas diárias. Mas naquela manhã o sábio e sábio mestre proporia um grande desafio para o seu jovem aprendiz.

O pequeno monge chegou ofegante ao templo após subir as escadarias que pareciam intermináveis. Seu sábio mestre mandou-o sentar e descansar um pouco. Passado alguns minutos de silêncio, o sábio mestre olhou fixamente para seu pequeno discípulo. O pequeno monge conhecia muito bem aquele olhar penetrante. Nos minutos seguintes houve uma conversa que mudou para sempre a vida do pequeno monge.

O sábio mestre calmamente sentou-se a frente do pequeno monge e disse:  Pequeno aprendiz você tem sido muito disciplinado e obediente.

– Muito obrigado mestre, me esforço para agradar ao senhor – disse o pequeno monge. O pequeno monge continuou dizendo: – Mestre, que desafio vais me propor agora?  O desafio para você é muito grande, quero que você procure e escale a maior montanha do mundo – disse seu sábio mestre.

O pequeno monge sentiu seu corpo tremer diante do que tinha ouvido do seu mestre e completou dizendo: – Mestre, sou muito jovem e muito frágil e jamais sai das redondezas do templo, estou com medo de não conseguir vencer este desafio. Seu sábio mestre com a calma de anos de experiência encorajou o pequeno monge dizendo: Pequeno monge, não lembra mais dos ensinamentos que te passei, não subestime suas qualidades, seu potencial que está adormecido, verás que eles serão muito úteis nos momentos difíceis.

O pequeno monge ficou um momento em silêncio, ouviu atentamente as instruções do seu sábio mestre e aceitou o desafio. Seu sábio mestre disse que nos momentos difíceis era para o pequeno monge nunca se esquecer do seu treinamento diário e de que ele sempre estaria com seu pequeno discípulo enviando forças positivas.

No dia seguinte, antes do amanhecer, o jovem monge partiu rumo ao seu desafio, não sabendo o quão difícil seria este desafio. O sábio mestre ficou olhando seu jovem aprendiz desaparecer pouco a pouco no horizonte. O sábio mestre sentiu seu coração apertar, mas mostrou a serenidade pela escolha feita.

Então o pequeno monge começou sua jornada. Andou umas duas horas e logo avistou um pequeno monte. Logo veio um pensamento em sua mente: vai ser fácil vencer o desafio imposto pelo meu mestre, certamente está é a maior montanha do mundo.

Como o pequeno monge nunca tinha visto muitas montanhas pensou que aquele pequeno monte era a maior montanha. Ele logo descobriria que o desafio feito pelo seu sábio mestre era muito maior do que ele pensava. Chegou ao pequeno monte e começou a escalar vagarosamente e com muito sofrimento. Após muito esforço, muitas pequenas quedas, muitos arranhões, o pequeno monge chegou ao cume daquele pequeno monte. Uma sensação de êxtase tomou conta do seu frágil corpo, pensou consigo mesmo: Consegui.

Parou por um instante, respirou profundamente, olhou para o horizonte e qual foi sua visão: outro monte, um pouco maior do que este onde ele estava. O pequeno monge ficou um pouco frustrado por ter pensado que já tinha vencido o desafio, mas continuou sua jornada. A cada monte escalado, seus frágeis braços, suas frágeis pernas, ficavam cada vez mais fortes, resistentes às quedas e suportavam com maior facilidade as difíceis escaladas.

O pequeno monge foi crescendo e adquirindo grande experiência em escaladas, já estava começando a escalar grandes montanhas. O tempo passou, mas houve um dia, onde ele teve outra grandiosa lição. Ele estava preso no meio de uma altíssima montanha dificílima de escalar. O monge agora forte e experiente jamais tinha passado por uma situação parecida antes, ficou um bom tempo sem saber o que fazer ou para onde ir, se terminava sua escalada ou desistia.

Quanto ele estava a ponto de desistir, veio até seus pensamentos a figura do seu sábio mestre, do seu treinamento e principalmente de uma frase:

Não subestime suas qualidades e lembre-se que sempre estarei ao seu lado.

Neste exato momento o monge sentiu uma força enorme tomar conta dele, respirou profundamente, ergueu a cabeça e olhou para o alto da montanha, com muita persistência e dedicação conseguiu chegar ao cume daquela grandiosa montanha. A partir daquele momento o monge percebeu qual o real significado do desafio do seu sábio mestre. O desafio não consistia em apenas escalar a mais alta montanha, mas também que ele percebesse a capacidade que ele tinha de superar seus próprios limites.

O monge também percebeu que quando estava prestes a desistir uma força o empurrava a prosseguir, uma força inexplicável. Ele sempre lembrava do seu sábio mestre a cada conquista.

Nós também somos alpinistas.

Antes mesmo de nossa concepção já estamos tendo lições com nosso sábio mestre em seu grande templo. Quando ELE percebe que já estamos aptos para novos desafios, ELE pessoalmente sopra ar em nossos pulmões, faz nosso pequenino coração bater, interliga cada um de nossos neurônios e finalmente depois de algum tempo nascemos.

Começamos a escalar pequeninos montes, porque somos muito frágeis e não temos nenhuma experiência. Temos que escalar muitas montanhas. Pena que muitos subjulgam suas capacidades e desistem no meio da escalada. Nosso sábio mestre também nunca nos abandona e quando estamos à beira de um precipício gigantesco ELE nos estende SUA mão para nos socorrer. ELE toma conta de todo o nosso ser nos dando aquela força inexplicável para nossos braços e nossas pernas para que possamos terminar nossa difícil escalada.

Como o pequeno monge, nós vamos pouco a pouco escalando muitas montanhas ficando cada vez mais fortes e experientes. Sabe qual o nome desta lindíssima jornada: VIDA.

Quantas vezes já ficamos no meio de uma difícil escalada sem saber para onde ir.

Lembre-se de que quando estiveres nestes momentos o seu sábio mestre vai te dar força e providenciar um dos seus outros discípulos para te auxiliar na sua escalada.