Meanwhile

Chefes de estado, monarcas, high society, luxo, glamour, conto de fadas!!! Sim, o casamento real… Enquanto isso, num suburbio de alguma metrópole brasileira, a mãe acorda cedo, vai por água para fazer o café, acorda seus cinco filhos em idade escolar, chama a filha adolescente para ver “o princípe”. Ambas ficam ali, televisivamente drogadas, curtindo detalhes do visual da noiva (vestido, cabelo, etc)… A água do café fervendo, o filho mais novo chorando pedindo mamadeira… E as duas cinderelas apreciando o príncipe… A mãe preocupada com o futuro da filha diz: tá vendo minha fia, você deve se arrumar e conseguir um marido rico também… Santa hipocrisia. Estudar não precisa.

Milhões grudados frente aos televisores maravilhados com o final feliz do conto príncipe e plebéia. Antes que falem, não assisti, apenas vi nos jornais, nem sei porque estou dando atenção a isto, mas… Fico aqui pensando com meus botões: voltamos ou nem saímos da política do pão e circo… Pois sim, nada mais confortante do que esquecer dos problemas diários assistindo à um conto de fadas. Mas a realidade sempre vence…

Tenho pena de pessoas que vivem sonhando e se deixando iludir por televisão, glamour e não vivem as SUAS vidas, morrem esperando o príncipe encantado. O sonho passa, a realidade nua e crua vem à tona, o tempo passa, as frustrações se acumulam e o final muitas vezes não é feliz, não existe príncipe…

Tem uma frase que diz assim:

Ergue a mão ao que a mão pode colher, e ao resto, esquece e renuncia.

Anúncios